24 de fevereiro de 2013

Cofre de Segurança para a Chave da Gaiolinha


        É, pessoal, a tecnologia está bombando pelo mundo, e com castidade masculina não podia ser diferente.         Agora, uma empresa chamada DREAMLOVER LABORATORIES, especializada em produtos de ponta para castidade masculina, criou dois sistemas superinteressantes de incrementar o relacionamento entre o casto e a guardiã da chave.
          O primeiro deles, trata-se de um cofre chamado CHRONO VAULT, que trancafia a chave do cinto de castidade, para que num tempo programado, libere a chave para o casto. Serve para treinamento de castidade se o homem é solteiro ou ainda não revelou à esposa sua fantasia e quer experimentar por si só, afastando o risco de não aguentar mais e se entregar a uma sessão de masturbação.  Ou quando o casal está muito tempo afastado por motivo de viagem, e a mulher decide liberar a chave para o marido à distância. Nesse caso ela pode tanto programar a contagem regressiva para a abertura do cofre como pode enviar um comando pela internet para abrir de imediato. Talvez não tenha tanta utilidade prática, dependendo de como o casal leva a vida em castidade masculina, mas é uma idéia e tanto. Aqui vão algumas fotos:
 Esta é a janela da programação da abertura do cofre, onde a dona da chave entra com login e senha para determinar o tempo que ela quer para a liberação da chave, ou enviar um comando de abertura imediata: 

          O segundo, é um dispositivo de choque elétrico (!) em pulsos inofensivos para a saúde, prém incômodos, que são aplicados por eletrodos no pênis do casto. Este dispositivo se encaixa perfeitamente no CB-6000, e a dona da chave usa um controle remoto para acionar os "choquinhos" que servem para treinar o seu homem, condicionando o comportamento dele para melhor atender às necessidades de sua amada dona. Cada botão do controle remoto envia um sinal para diferentes tipos de pulsos, para que o casto saiba exatamente o que sua dona quer: corrigir algum comportamento inaceitável, mandar fazer uma tarefa específica, como melhorar o desempenho durante o sexo oral, lavar a louça, fazer uma massagem nos pés, trazer um copo d'água, ou só para divertir a dona mesmo, como uma "tortura" sadomaso. Contando que o uso desse dispositivo seja são seguro e consensual, é um ótimo instrumento se a castidade masculina é praticada dentro de um contexto BDSM de dominação feminina.

                                

 O aparelho, o controle remoto com os comandos, e um link USB para comandos via internet.



Este é o link USB:

Este é o dispositivo DREAM LOVER montado no CB-6000:

     

O site ainda lista alguns benefícios para a mulher que usa esses produtos em seus maridos:

- Controla e aproveita sistematicamente a energia sexual do seu macho;
- Estabelece um "regime de castidade" (dieta de orgasmos) mensurável e rastreável;
- Mantém o macho produtivo, não re-produtivo;
- Mantém um nível máximo de investimento no romance, onde quer que os dois estejam (juntos ou distantes);
- Redução substancial e progressiva da auto-possessividade e da busca incessante por orgasmos.

Espero que tenham gostado e comentem!
William.

15 de fevereiro de 2013

Como Deixar o Seu Homem Gozar?


Depois de um longo período longe do blog, voltei e aí está a tradução de mais um E-mail da Sarah voltado para a mulher que mantém seu marido bem presinho e dependente. Espero que agrade e inspire todas as keyholders (donas das chaves dos seus maridos):


COMO DEIXAR SEU HOMEM GOZAR?

Olá amiga!

Aqui está uma boa pergunta: como é que você faz ou deixa  homem gozar depois de um longo período de negação?

Como é para ela, e o que ela pode fazer para reter o prazer através da gaiolinha de castidade ... e então, finalmente, dar-lhe o presente do orgasmo.

Não é tão fácil quanto parece.

Eu sei que algumas mulheres (ou, mais geralmente os homens fingindo ser mulheres) dizem que querem tornar o orgasmo do homem casto humilhante e desprovido de qualquer prazer possível. Eu sou muito cética em relação à maioria destes e-mails sinistros em minha caixa de entrada, porque se você não quer que ele aprecie o orgasmo, então por que permitir que ele tenha um, afinal de contas?

Fora isso, ainda existem algumas coisas que você pode querer pensar antes de deixar seu homem gozar.

A primeira coisa a se pensar é que tipo de experiência você quer que ele tenha? Ou seja,  você quer controlar o show inteiro ou vai soltar a fera?

No geral, o homem gosta que você esteja no controle do orgasmo dele. Isso por duas razões: ele gosta do frisson do medo de que você pode mudar de idéia e provocá-lo pra depois negar e trancá-lo de novo, ou talvez pior, aplicar um orgasmo arruinado. E ele sabe que se você passar o controle para um homem desesperado pra gozar, ele vai acabar com a brincadeira muito rápido. E pode ter certeza, se você é quem está no controle, quanto mais tempo você demorar para deixá-lo chegar lá, mais ele vai gostar.

A segunda coisa a se pensar é como e onde você vai deixá-lo gozar. Para mim, não há nada melhor do que um sexo normal, com penetração, com o orgasmo dele completo após um longo período de negação. Mas há outras maneiras, digamos, fazendo-o ficar com as mãos presas atrás da cabeça dele enquanto você trabalha devagar para um orgasmo lento, ou usando suas mãos, lábios e até mesmo brinquedos, por exemplo, você pode masturbá-lo usando uma vagina de cyber-skin dessas que se vende em sex-shop, enquanto você assiste e dirigir os seus movimentos (o que é verdadeiramente incrível de assistir, especialmente quando ele finalmente atinge o clímax).

E uma terceira coisa a considerar é o número de orgasmos que você vai deixá-lo ter.

John e eu temos o que chamamos de "luas de mel em castidade". Elas abrange um par de dias, ou um fim de semana longo. É uma pausa, apenas pra esquecer tudo sobre castidade para fazer as coisas como os casais "não praticantes" do fetiche fazem.

Há várias razões que fazemos isso, mas uma das mais importantes está relacionada com o primeiro orgasmo depois de um longo período de negação. Por vezes, ele é uma espécie de anticlímax, um orgasmo com muita ejaculação mas sem muito prazer para o homem. Percebemos que os orgasmos subsequentes ao primeiro são mais intensos e prazerosos do que o primeiro (embora ele possa ser muito mais prazeroso se a mulher conduzí-lo ao gozo bem lentamente).

A pergunta é ... Qual forma você escolhe?