11 de julho de 2017

Nova Parceria.

Alguém se lembra do site TUALISI?


Pois bem, para quem não conheceu ou não se lembra tão bem, esse site começou a publicar contos sobre dominação feminina e inversão de papéis no final da década de 90, início dos anos 2000 (não sei ao certo), e foi o site através do qual eu tive o primeiro contato com o tema da dominação sexual feminina.

Infelizmente, depois de alguns anos no ar, o site foi excluído da Web.

Para nossa sorte, um(s) iluminado(s) havia(m) salvo, se não todos, grande parte dos contos publicados por lá, e os compilou em um blog novo, Chamado 10 Tons de Rosa - Contos de Inversão.

Tem tantos contos brasileiros por lá (transcritos do Tualisi principalmente), que acredito ser o maior de dominação feminina do Brasil em número de publicações de contos.

Por isso, é com saudosismo e orgulho que posto o Banner feito pelo CMC, para o acesso a esse grande acervo literário brasileiro sobre dominação feminina:


8 comentários:

  1. Tem um conto sobre uma policial linha dura que mantém o marido em castidade que o blog foi excluído e queria tanto .. pq o conteúdo era muito bom

    Se alguém tiver ou lembrar vamos compartilhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era do Tualisi? Que blog?

      Excluir
    2. http://segredosdeumcasal.blogspot.com.br/

      Excluir
  2. O site Tualisi começou em junho de 2000. O blog "Contos de Inversão", iniciado em 2009 pela Rainha Bárbara re-publicou 209 contos do Tualisi entre 2012 e 2013. Atualmente a Rainha Bárbara não faz mais atendimentos, transferiu o blog para responsabilidade de um amigo, mudou o nome do blog para "10 tons de rosa" e está escrevendo um livro.
    O nome "10 tons de rosa" deve-se aos 10 níveis de submissão que ela criou. Aos leitores foi solicitado informar, através de uma enquete, quais níveis já haviam atingido, quais gostariam de atingir e quais gostariam de fantasiar e ver retratados em contos (e livros).
    Aqui ela explica os níveis:
    http://contosdeinversao.blogspot.com.br/2015/10/mudancas-no-blog.html

    Os contos "old school" do Tualisi podem ser acessados mais facilmente pelo link abaixo:
    http://contosdeinversao.blogspot.com.br/search/label/Tualisi

    Em 2012/2013 um "zé ruela" chamado parker costumava contribuir para o blog (LOL):
    http://contosdeinversao.blogspot.com.br/2013/01/revistas-para-baixar.html

    ResponderExcluir
  3. Sobre o conto da policial, comentado acima: Nem todos contos que estavam no Tualisi foram re-editados no blog "Contos de Inversão/10 tons de rosa". Então, é possível que ele não tenha sido re-publicado.
    No blog atual há um conto sobre policiais em uma delegacia. Talvez seja o que vc procure:
    http://contosdeinversao.blogspot.com.br/2012/11/tualisi-conto-174-comido-na-delegacia.html

    Dos sete ou oito que escrevi e publiquei no Tualisi na época, apenas 3 foram re-publicados:
    1-) "No fim de semana ela domina": http://contosdeinversao.blogspot.com.br/2012/07/tualisi-conto-121-no-fim-de-semana-ela.html
    2-) "Rainha Ingrid" - quando eu criei essa personagem que chegou a assinar alguns contos: http://contosdeinversao.blogspot.com.br/2012/04/tualisi-conto-057-rainha-ingrid.html
    3-) "Condicionando escravos" - assinado pela personagem Rainha Ingrid: http://contosdeinversao.blogspot.com.br/2012/05/tualisi-conto-086-condicionando.html

    Infelizmente, os que eu mais gostava, como a série em 4 partes sobre a Mistress Márcia, não foram re-publicados. E nem mesmo eu tenho esses contos comigo.

    ResponderExcluir
  4. Show, Parker. É muito bom contar com quem entende da coisa. Esse seu conto "Condicionando Escravos" foi o primeiro conto femdom que eu li na vida. E saudosismo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o blog era

      http://segredosdeumcasal.blogspot.com.br/

      Excluir
  5. Se alguem tiver o backup do blog segredosdeumcasal.blogspot.com.br/

    manda o conto da policial pra mim, foi o primeiro que li e não consigo esquecer

    ResponderExcluir

Fala Galera! Fiquem à vontade para comentarem, escrevam o que acharam da postagem! Os comentários anônimos estão liberados.