15 de fevereiro de 2017

"Squal, por que o Blog está parado?"

Fala queridas(os) leitoras(es)!

Realmente, o ritmo de postagens caiu bastante comparando janeiro e fevereiro de 2017 com dezembro do ano passado.

Peço desculpas, mas preciso de focar na tradução do manual de sexo oral. Aí vai uma palinha do meu trabalho (que tá bem grande):





O pouco tempo que eu tenho disponível para dedicar ao blog, preciso usar para terminar a tradução desse manual. Por dois motivos principais:

1) É uma dívida que eu tenho com todos os casais que participaram da promoção "Vamos Mostrar Sua Gaiolinha na Net". Todos eles receberam a versão em Português de "Se Você Fosse Meu Servo", mas o manual de cunilíngua do pH. D., tive que mandar em inglês por enquanto.

2) É a razão de ser do blog CMC: o prazer da mulher! Esse manual vai ser traduzido, compartilhado com quem participar da promoção (que não tem prazo para fechar - vai ficar valendo para sempre), e o resumo dele vai ser postado aqui no blog. 

Alguém pode me perguntar: "Mas o que isso tem a ver com castidade masculina?"

Tudo!!! Oras, se a mulher quer desfrutar das vantagens de ter o pinto do seu parceiro preso em um cinto de castidade, nada mais sensato do que esse parceiro se tornar um expert em satisfazê-la com a boca e os dedos, certo?

Então, peço paciência a todas(os) e desculpas. O blog vai ficar mesmo mais em silêncio, pelo menos por esse mês. Minha intenção é terminar essa tradução logo após o carnaval, torçam por mim.

Estou recebendo ajuda de amigos preciosos para traduzir. Submisso MT (conhecido no meio femdom da Amazon como Mark Alicia), e o blogueiro do Botas Fetiche, que também deu um baita empurrão traduzindo alguns capítulos para nós.

Valeu galera, e BORA TRADUZIR, porque precisamos fazer nossas mulheres gozarem muito com nossas línguas!! (apesar de nossos próprios orgasmos estarem beeeem prorrogados)



2 de fevereiro de 2017

Ela ataca de novo!!



Isso mesmo! Sexy Angel Stripper brinda nosso Blog com mais um vídeo sensacional! É de explodir a gaiolinha lá em baixo, cara! É muito gostosa e provocante!!




Você precisa conhecê-la melhor! Ela pode ser sua 
keyholder virtual!!

É só dizer que a conheceu no blog CMC, que ela vai saber direitinho o que fazer com você!




E foi assim que ela me encaminhou o vídeo! Olha só como já chega possuindo a gente assim, sem que a gente dê conta! Pronto, já sou todo dela, mano!! To dominado já! Saca só (o nome dela ta borrado, porque ela só revela para os íntimos, hahahaha):






É mole ou quer mais??

Só posso dizer: Sim senhora, né? Seu escravinho beija seus pés, bem obediente, e posta o vídeo e os links AQUI!

28 de janeiro de 2017

"Ele tem que se comportar", diz Doutora Laura


        Nesse surpreendente 14º dia em castidade, Laura traz uma solução inteligente para o problema das ereções indesejadas do seu cobaia. Dessa forma, Laura não terá mais que passar vergonha quando levá-lo para ser examinado pela orientadora do TCC. Quer saber o que Laura fez com ele? 



14 de janeiro de 2017

Casal D & G - Interior de São Paulo

Mais um casal participante da promoção do CMC, "Vamos Mostrar Sua Gaiolinha na Net. D e G participam também do grupo Whatsapp!

A Rainha D. Compartilhou conosco o motivo pelo qual resolveu prender o namorado no cinto de castidade:

"Prendi o bilau do meu namorado porque adoro a energia toda reservada só para mim. Adoro o fato de que quando ele está preso qualquer simples toque meu nele, parece que o faz dar "choquinhos", além de o fazer lembrar de mim a todo e qualquer momento. Parece que ele fica em constante excitação".




Rainha D. fez questão de exibir seu pezinho ostentando uma tornozeleira que prende delicadamente a chave que pode por em liberdade o pênis do namorado. Mas isso só quando ela quer, claro. Afinal, quem tem a chave faz as regras, não é mesmo? Existe maior demonstração de poder erótico que esse? 


Muito obrigado ao casal pelas fotos e pelo depoimento da Rainha D. Espero que tenham gostado das traduções!

30 de dezembro de 2016

Orgasmo Arruinado e Bondage 2

Uma republicação desse vídeo que foi tão acessado em 2014. Mas por motivos de direitos autorais, o site servidor cortou o link a pedido da gravadora. 

Agora, com vocês, novamente, Domme Kristina e seu sortudo escravo sexual, para mais um prêmio, depois de semanas de castidade e privação total de orgasmos (mas não de tesão): Um orgasmo arruinado  enlouquecedor. A risada humilhante dela é a melhor parte. Linda!

legendas by squal

29 de dezembro de 2016

Algumas Dicas de Ouro Para Ser uma Keyholder

Não é tão difícil assim...
É só seguir alguns princípios. E depois colher os frutos: Homem mudando. Pra melhor. Relacionamento renovado. E tudo dentro da mais absoluta intimidade e privacidade, caso assim seja melhor.
Confira algumas dessas dicas simples, que ajudam muito aquelas que estão conhecendo este mundo agora. ACESSE AQUI.

27 de dezembro de 2016

Como Esconder (de você mesmo) as Chaves do Cinto de Castidade?


Alguns colegas já me peguntaram como fazer para usufruir da castidade masculina auto-imposta, ou seja, sendo o keyholder do próprio cinto de castidade. Alguns são solteiros, e querem viver uma fantasia. Outros dizem que estão na dúvida, e querem experimentar qual é a sensação antes de decidir se vão mesmo gostar de usar. Outros, ainda, dizem que querem treinar abstinência por um período, antes de revelar às suas amadas sobre o fetiche e, caso ela aceite, já estar em condições de ficar o tempo que ela quiser. 

Cada grupo desses têm uma realidade, mas também têm algo em comum: não sabem como resistir à tentação de abrir o cadeado mais cedo do que gostariam, devido à urgência do tesão. Um deles exemplificou que aguenta ficar até uns três dias sem gozar, que já bate um desespero. Com a chave simplesmente guardada na gaveta da escrivaninha, fica irresistível ir até lá, pegar facilmente as chaves, abrir o cinto e se aliviar. Ele gostaria de não ser tão fácil assim recorrer a essas chaves. Como fazer pra esconder algo de si mesmo?

Respondi em um comentário naquela postagem, no dia 11 de maio de 2016, algumas formas práticas que imaginei para tornar menos difícil ficar em castidade sozinho, pelo menos por um tempo maior do que o natural, quando se tem a chave disponível o tempo todo. Mas como esse assunto pode ser de interesse de mais desesperados, e aquelas ideias podem ter sido testadas, mas sem sucesso, pesquisei e resolvi compartilhar mais formas de fazer com que você se tranque e não consiga obter suas chaves tão facilmente (algumas estão repetidas, pra acumular o conhecimento):

1. Esconda a chave em um lugar público que não esteja acessível 24 horas por dia nos 7 dias da semana. Exemplo: debaixo de um carpete de uma biblioteca, ou enterrada em algum vaso grande de planta dentro de um shopping center. Quanto mais tempo esse lugar passa fechado, mais tempo você vai ficar sem poder recorrer às chaves que permitem que você se toque livremente.



2. Enterre as chaves em um terreno de um posto de serviços na beira de uma rodovia que não fique tão longe da sua casa.



3. Coloque as chaves dentro de uma caixa e enterre no seu quintal. Quanto maior e mais fundo for o buraco, mais cansativo e difícil vai ser recuperar a caixa.



4. Visite uma pessoa que não gosta de receber visitas com frequência ou que costuma viajar, ou passa bastante tempo fora de casa trabalhando. Sem que ninguém saiba, esconda a chave em algum lugar bem inacessível da casa. Se demorar um bom tempo para que você seja convidado para ir até lá novamente... 



5. Sabendo que vai viajar para um lugar distante, se tranque no cinto de castidade, leva a chave com você e, quando chegar lá, enterre em algum lugar e marque com o GPS. Como é meio caro ficar viajando sempre, você vai ficar um bom tempo sem poder abrir a gaiolinha e se tocar.



6. Depois de se trancar ponha sua chave em um chaveiro (pode ser junto com outras chaves). Depois peça a um amigo, amiga, ou casal de amigos de confiança que fiquem com o chaveiro. Explique que é um "chaveiro reserva" da sua casa, para o caso de você perder as originais, e que esse chaveiro vai ficar sempre com eles. Essa opção é uma que vai te deixar um bom tempo preso, pois limita o número de vezes que você vai ter a cara de pau de dizer que "perdeu as chaves de novo". 



Podem existir mais formas criativas de se auto-isolar das suas próprias chaves do cinto de castidade e praticar sozinho. Use essas que eu passei, mas pense e crie as suas próprias. Não se esqueça de compartilhar com o blog, claro, deixe um comentário.

26 de dezembro de 2016

Orgasmo Arruinado e Bondage

Depois de 2 longos meses de pureza, guardado em castidade por Domme Kristina, o escravinho fez por merecer o seu prêmio:

Ser completamente imobilizado por faixas e correias, receber um orgasmo arruinado na frente de uma câmera, e ainda ter o vídeo divulgado para o mundo inteiro.

Quer recompensa melhor que essa?

legendas by squal

24 de dezembro de 2016

Véspera de Natal: A Amiga Quis Saber!

Antes de partir para a história da amiga que quis saber, queria fazer justiça para com uma empresa. Não está pagando nada pela propaganda. É um reconhecimento pessoal que queria compartilhar com todas(os):

Parabéns para a Duloren, pela bela propaganda! A ideia da primazia sexual feminina está atingindo o mercado! 





Voltando ao assunto do título:

Véspera de Natal!
Ela recebeu a visita de uma amiga querida: Niki.

Mas Niki não entendeu o que era aquela chavezinha pequena pendurada em seu colar, como um pingente.

Veja no que deu:

legendas by Squal



Um feliz natal em castidade para todos os castos! Muito prazer e satisfação para todas as Damas!

23 de dezembro de 2016

Pezinhos de Deusa!


Fetiche quase que inseparável da vida e do relacionamento Femdom. Temos que admitir que nós (que curtimos esse lance de ficar com nossos símbolos de masculinidade sob controle total de nossas deusas) adoramos quando os pezinhos delas são usados para nos pisar, para requerer cuidados, beijinhos, carinhos e massagens, e para nos humilhar.


Nessa lembrança casual, resolvi compartilhar algumas imagens e um vídeo bônus que junta a Castidade Masculina, Podolatria e Humilhação Verbal na mesma receita. Sou suspeito, mas acho que esse bolo ficou bom.